top of page

III Domingo da Páscoa




DOMINGO III da PÁSCOA

14.abril.2024


«Assim está escrito que o Messias havia de sofrer e de ressuscitar dos

mortos ao terceiro dia»

(Lc 24, 35-48)


Da Mensagem do Papa Francisco para o Dia Mundial de Oração pelas Vocações:

Chamados a semear a esperança e a construir a paz.


"O Dia Mundial de Oração pelas Vocações convida-nos, cada ano, a considerar o precioso dom da chamada que o Senhor dirige a cada um de nós, seu povo fiel em caminho, pois dá-nos a possibilidade de tomar parte no seu projeto de amor e encarnar a beleza do Evangelho nos diferentes estados de vida. A escuta da chamada divina, longe de ser um dever imposto de fora - talvez em nome de um ideal religioso -, é antes o modo mais seguro que temos de alimentar o desejo de felicidade que trazemos no nosso íntimo: a nossa vida realiza-se e torna-se plena quando descobrimos quem somos, as qualidades que temos e o campo onde é possível pô-las a render, quando descobrimos que estrada podemos percorrer para nos tornarmos sinal e instrumento de amor, acolhimento, beleza e paz nos contextos onde vivemos.


Assim, este Dia proporciona-nos sempre uma boa ocasião para recordar, com gratidão, diante do Senhor o compromisso fiel, quotidiano e muitas vezes escondido daqueles que abraçaram uma vocação que envolve toda a sua vida. Penso nas mães e nos pais que não olham primeiro para si mesmos, nem seguem a tendência dum estilo superficial, mas organizam a sua existência cuidando das relações com amor e gratuidade, abrindo-se ao dom da vida e pondo-se ao serviço dos filhos e seu crescimento


Penso em todos aqueles que realizam, dedicadamente e em espírito de colaboração, o seu trabalho;


naqueles que, em diferentes campos e de vários modos, se empenham por construir um mundo mais justo, uma economia mais solidária, uma política mais equitativa, uma sociedade mais humana, isto é, em todos os homens e mulheres de boa vontade que se dedicam ao bem comum. Penso nas pessoas consagradas, que oferecem a sua existência ao Senhor quer no silêncio da oração quer na atividade apostólica, às vezes na linha de vanguarda e sem poupar energias, servindo com criatividade o seu carisma e colocando-o à disposição de quantos encontram. E penso naqueles que acolheram a chamada ao sacerdócio ordenado, se dedicam ao anúncio do Evangelho, repartem a sua vida - juntamente com o Pão Eucarístico - pelos irmãos, semeiam esperança e mostram a todos a beleza do Reino de Deus."


Para todos, e através de cada um de vós, junto daqueles que mais precisam, uma palavra de conforto, de coragem, ânimo. fraterna e amiga, nesta celebração de, peregrinos para a liberdade. Santa e Feliz Páscoa.


Pe. João Valente

3 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page