top of page

V Domingo da Páscoa

Atualizado: 4 de mai.



«Quem permanece em Mim e Eu nele dá muito fruto»

(Jo 15.1-8)


Uma palavra fraterna e amiga...


Neste V Domingo da Páscoa, escutamos no Evangelho da alegoria da videira.

Jesus apresenta-se como fonte da vida. Somos chamados a permanecer n'Ele.


Imagens que necessariamente nos conduzem à graça sacramental do baptismo e da eucaristia. No emprego destas imagens, somos conduzidos à vivência da solidariedade e da fraternidade.


Essa união íntima com Cristo e entre nós, como discípulos, como Igreja.

Como a alegoria expressa, este é um caminho que pressupõe um permanente cuidado de poda, de limpeza.


Pressupõe esse caminho de renovação, de conversão.

"Dar fruto", é imagem das boas obras. Resulta desta experiência de comunhão e de vida nova.


"Permanecer", é uma tarefa que repetidamente se afirma. Condição essencial para gerar frutos. Neste processo, não podemos prescindir da oração. Dessa vida espiritual, vida interior, dessa comunhão íntima com Deus.


A iniciativa é sempre de Deus. É o Seu amor incondicional por todos nós e a nossa resposta que se traduz por obediência. Porque o Pai ama o Filho, o Filho ama os discípulos.


Assim, se consolida a nossa vida na fé. Este o fundamento de toda a vida cristã.


Para todos, e através de cada um de vós, junto daqueles que mais precisam, uma palavra de conforto, de coragem, ânimo e esperança.


Fraternalmente, Pe. João Valente.

4 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Kommentare


bottom of page